sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Plataforma recolhe assinaturas pelo licenciamento compulsório do sofosbuvir


O Fórum das ONG/Aids do Estado de São Paulo (FOAESP) lançou na segunda-feira (01/10) mais uma plataforma. Desta vez, para recolher assinaturas de pessoas, organizações e instituições favoráveis ao licenciamento compulsório do sofosbuvir, medicamento para o tratamento da hepatite C.
Em 18 de setembro, o Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI) concedeu à farmacêutica norte-americana Gilead Sciences a patente do medicamento no Brasil. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Grupo de Trabalho sobre Propriedade Intelectual (GTPI) e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) manifestaram-se contrários à concessão da patente.
A candidata à Presidência da República Marina Silva (REDE) conseguiram liminar que suspendeu a patente. Em 24 de setembro, o FOAESP protocolou no Palácio do Planalto, ofício ao presidente Michel Temer solicitando o licenciamento compulsório da droga patenteada com o argumento da emergência e do interesse público.
Se a patente não tivesse sido concedida, estima-se que os cofres públicos economizariam cerca de um bilhão de reais apenas no primeiro ano de fabricação – ou de importação – do medicamento genérico do sofosbuvir.
No Egito, o genérico do sofosbuvir importado da Índia custa ao país menos de US$ 200 pelo tratamento de 12 semanas. O Brasil paga cerca de US$ 4,200 pelo mesmo tratamento.
Para assinar a plataforma, basta acessar www.forumaidssp.org.br/sofosbuvir_livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário

National Prosecutor's Office determines the Union provide drugs on the treatment of hepatitis C to SP

The decision was set in consequence of a collective action filled after a legal representation of the State of São Paulo Forum...